Buscar
  • Pedro Pereira de Sousa Neto

O Direito de Imagem, sua proteção constitucional e exceções


Consagrado pela Constituição Federal, o Direito de Imagem é um direito de personalidade, sendo inerente de cada indivíduo, pessoa física ou jurídica; e que, se violado, gera o dever de reparação.


Sendo o direito de imagem um direito de personalidade, não pode ele ser transmitido ou renunciado pelo indivíduo; porém, é possível se realize uma cessão de uso por meio de contratos específicos. Através disso, pode-se definir, por exemplo, os meios, as finalidades e os limites da utilização da imagem, bem assim contraprestações, formas de pagamento e penalidades por sua má utilização.


Por fim, como qualquer outro direito, a proteção à imagem deve ser ponderada com outros interesses constitucionalmente tutelados, especialmente em face do direito de amplo acesso à informação e da liberdade de imprensa.


---

Situação familiar? Entre em contato conosco e agende sua consulta. A obra é do quadrinista Rafa Figueiredo. #DireitoConstitucional #DireitoPrivado #DireitoCivil #DireitoContratual #DireitodeImagem

Av. Dom Pedro I, 392, Edf. Capital Center, Sala 409, Centro, João Pessoa-PB, 58.013-020 - Brasil

Telefone: +55 83 4141-1807

Celulares: +55 83 98845-6014 (WhatsApp) | +55 83 99696-5273

E-mail: contato@pedropereira.adv.br

© PP Advocacia | Todos os direitos reservados.

  • w-facebook
  • White Instagram Icon
  • Twitter Clean
  • White LinkedIn Icon